O espólio do falecido cantor Prince se queixou após um comício de Donald Trump em Minneapolis, Minnesota, onde sua equipe tocou a música icônica, Purple Rain, durante o evento, conforme relatado em a pedra rolante.

Destacando a violação de direitos autorais, o Prince Estate escreveu no Twitter: “O Presidente Trump interpretou o príncipe 'Purple Rain' hoje à noite em um evento de campanha em Minneapolis, apesar de confirmar um ano atrás que a campanha não usaria a música de Prince. O Prince Estate nunca dará permissão ao presidente Trump para usar as músicas de Prince. ”

Parada solicitada pela propriedade

Um acordo foi alcançado pela campanha de reeleição de Trump e pelo Prince Estate na 2018 quando os representantes legais da campanha concordaram que não usariam nenhuma música do Prince nos eventos da campanha de Trump depois que a propriedade solicitou que parassem de fazê-lo quando Purple Rain foi usado em outro comício pré-eleitoral. A propriedade compartilhou uma imagem do contrato escrito no Twitter.

A carta no jornal Jones Day (o escritório de advocacia que representava a campanha de Trump na época) datada de outubro do 2018 reconheceu o pedido que o espólio de Prince fez e que sua campanha obedeceria ao pedido.

Ele lê: “Sua carta solicita, em nome do Estado do príncipe Rogers Nelson (“ Príncipe ”) que a Campanha se abstenha de usar a“ Chuva Púrpura ”do Príncipe, ou qualquer outra música do Príncipe em conexão com comícios da Campanha ou outros eventos da Campanha.

Precisa de ajuda para calcular o valor de uma propriedade? A Finders International pode rastrear ativos, contas, pensões, seguros de vida, acionistas ou proprietários não reclamados no exterior. Ligue para + 44 (0) 20 7490 4935 para saber mais.

A equipe da campanha prometeu não usar músicas

"Sem admitir responsabilidade e para evitar qualquer disputa futura, escrevemos para confirmar que a Campanha não usará a música de Prince em conexão com suas atividades daqui para frente".

O Prince Estate não é o primeiro a pedir a Trump que pare de usar sua música durante seus comícios. Os pedidos datam de quando ele começou a fazer campanha como candidato presidencial republicano. Neil Young, Tom Petty, Aerosmith e The Rolling Stones estão entre os que exigiram que ele desistisse de usar seu material. Além disso, representantes da banda Queen dizem que querem o sucesso, We Will Rock You removido do seu último vídeo da campanha. No passado, ele também usou Nós somos os campeões contra os desejos da banda.

Para saber mais sobre os serviços que oferecemos, por favor, visite-nos em Finders International. Alternativamente, você pode nos ligar no + 44 (0) 20 74904935 ou nos enviar um e-mail para [Email protegido].